No centenário de Ingrid Bergman, 10 filmes essenciais

Uma das maiores atrizes de todos os tempos, a sueca Ingrid Bergman completaria 100 anos em 2 agosto – morreu no dia de seu aniversário de 67 anos, em 1982, vítima de câncer nos seios. Em quase meio século, atuou em cerca de 50 filmes em uma carreira dividida por fases intensas: os primeiros filmes ainda na Suécia da década de 1930, do qual chamou a atenção pela atuação em Intermezzo (1936) – que seria refilmado três anos depois já em Hollywood. Depois veio a explosão na década de 1940, quando protagonizou clássicos como Casablanca (1942), À Meia-Luz (1944) e três clássicos de Alfred Hitchcock: Spellbound (1945), Interlúdio (1946) e Sob o signo de capricórnio (1949).

No fim dos anos 1940, divorciou-se de seu primeiro marico e casou-se com o diretor italiano Roberto Rossellini, que também se separou para uma das uniões mais polêmicas de todos os tempos. Protagonizou filmes do marido como Stromboli (1950) e O Medo (1955). Nas duas décadas seguintes, dividiu-se entre os dois continentes e retomou o posto de grande dama de Hollywood com o Oscar por Anastácia, a princesa esquecida (1956). Na década de 1970, angariou mais uma estatueta, de atriz coadjuvante, por Assassinato no Expresso do Oriente (1974), e protagonizou o belo Sonata de Outono (1978), do compatriota Ingmar Bergman, seu último papel no cinema.

A filmografia de Bergman é tão extensa, produtiva e cheio de papeis marcantes, que O CINECLUBE perguntou aos seguidores do Twitter e Facebook quais eram seus filmes preferidos. De qualquer forma, a lista abaixo não seria diferente da preferida pelos autores. Segue abaixo 10 filmes essenciais de Ingrid Bergman.

Cinema Europeu Banner FECHAD
INTERMEZZO, UMA HISTÓRIA DE AMOR
(INTERMEZZO: A LOVE STORY, DIR. GREGORY RATOFF, 1939)

NTERMEZZO A LOVE STORY

CASABLANCA
(DIR. MICHAEL CURTIZ, 1942)

Casablanca

POR QUEM OS SINOS DOBRAM
(FOR WHOM THE BELLS TOLLS, DIR. SAM WOOD, 1943)

FOR WHOM THE BELLS TOLLS

À MEIA LUZ
(GASLIGHT, DIR. GEORGE CUKOR, 1944)

gaslight-2

QUANDO FALA O CORAÇÃO
(SPELLBOUND, DIR. ALFRED HITCHCOCK, 1945)

5632

INTERLÚDIO
(NOTORIOUS, DIR. ALFRED HITCHCOCK, 1946)

notorious-1

STROMBOLI
(STROMBOLI, TERRA DI DIO, DIR. ROBERTO ROSSELLINI, 1950)

tumblr_mpt9ulaHVi1riiapwo5_1280

VIAGEM PELA ITALIA
(VIAGGIO, DIR ROBERTO ROSSELLINI, 1954)

Viaggio-in-Italia-Viagem-a-Itália-1954-de-Roberto-Rossellini

ANASTÁCIA, A PRINCESA ESQUECIDA
(ANASTASIA, DIR. ANATOLE LITVAK, 1956)

anastasia-1956-ingrid-bergman-e-helen-hayes-screenshot-1

SONATA DE OUTONO
(HÖSTSONATEN, DIR. INGMAR BERGMAN, 1978)

hostsonaten_4

 

Bolsas 2 Banner FECHADO

Comentários
,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *